Quinta-feira, 31 de Março de 2011

 

 

 

CLICAR na imagem para ver em perfeição

 

Ora aí está..

Mafaldinha..

 

Mas também poderia ser: ao meu prédio.

 


sinto-me
música Para o circo

publicado por No Name às 11:39 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 30 de Março de 2011

Boa tarde meus pompons de claque,

não voltei aqui ao estaminé, porque num destes dias, numa das muitas quezílias com os selvagens do prédio.. passei-me dos carretos e mandei o portátil à cabeça de um..

Mentira.

Podia ser verdade de facto, vontade não me terá faltado.

Mas ainda não foi desta, estimo demais o meu pequeno acessório de escrita. Entretanto, ainda encontro melhores armas de arremesso!

A verdade é que tenho dormido por pequenos turnos. Quando não há barulho, de cima, de baixo, dos lados...

Agora vou ali dormir uns segundos, pois parece-me que está um som razoável para me deixar passar pelas brasas. Afinal ouvir a Conceição da Boa Tarde, patrocinado pelos de baixo, é sempre uma honra. Que óptimo som de fundo, aos meus sonhos!

Até já.


sinto-me
música The Police - Every Breath You Take

publicado por No Name às 17:15 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 21 de Março de 2011

Olá, meus pequenos pinipons,

venho aqui para falar de amor (ohhh que coisinha tão fofinha)... vá, sentem-se e escutem (ups, leiam).

E venho, em serviço público, pois custa-me horrores, ver pessoas a proferi-lo de boca em boca, inadvertidamente.

Meus queridinhos, tantos são os que se dizem perdidamente apaixonados "Oh.. ele é tão lindo, e ama-me tanto. É a flor da minha Primavera. O meu torrão de açúcar."; "Ela é a mulher da minha vida, a minha eterna e única paixão.."... e mais coisitas que tal, lindinhas e amorosas, que vou parar de expor, sob pena de corromper e infestar este blog maravilhoso.

Sejamos nus e crus. Bem nus e bem crus: Mas vivem em que mundo? Raios! Que andamos todos a viver em constelações diferentes. Quiçá níveis alienígenas diferentes e opostos.

Meus caros, aqui, onde vivo (de onde vos escrevo) não há esse amor, não como teimam em defini-lo.

Os factos são: existe atracção, supressão da solidão e quiçá em hipótese muitíssimo remota -  afecto.

Mas amor? Oh.. Amor?!

Isso é o que eu sinto pelo meu cão.

Senão vejamos (acompanhem o meu raciocínio devagarinho),

o meu cão irrita-me e faz as necessidades dele na carpete mais linda e cara da minha esplendorosa sala -  aposento preferido na altura da novela. Eu, reajo energeticamente com meio grito, abafado por um coração mole, que lhe aufere festinhas e o perdoa delicadamente. Vem ele, rabinho a abanar (plim plim plim), lambe-me (que loucura) de forma completamente arrependida.

O meu cão gosta da cadela da vizinha (e já ando cá desconfiada que gosta de outra cadela aqui do bairro, mas ainda só a viu da janela) - que posso eu fazer? O danado tem um coração enorme (e não só -  também têm... um .. apetite voraz). Às vezes saímos os três, fofinhos e agasalhados nas noites frias (mas agora está verão e não usamos roupa). Até o admiro por isso -  pah que grande capacidade de amar tudo e todas.

O meu cão, dorme no tapete do meu quarto; quando estou bem disposta, dorme ao fundo dos meus pézinhos lindos, ao fundito da cama. Maravilhoso, é quando estou com TPM (tensão pré menstrual -  que é como quem diz, todo e qualquer dia, do mês, em que quero estar só), dorme na cozinha.

O meu cão, não lava a louça ao fim do jantar, não aspira as carpetes, não faz a cama... who cares? Também não suja. Sejamos correctos. Não suja. Esta alma pura, é capaz de comer e beber meses na mesma tigela, sujinha que só ela!

Falei do meu cão, mas poderia falar do piriquito, do gato, do coelho, etc etc e tal -  sintam-se à vontade de transpor isto para o animal que acharem melhor.

Isto é Amor.

 Dar e receber.

Carinho e respeito.

Honestidade e fidelidade.

Tudo além desta 4 patitas -  é passível de vos desgostar. Vão por mim.

Arejem essas cabeças e descubram o verdadeiro amor da vossa vida. Não dói nada sair do cantinho dos sonhos e dos ideais que a sociedade construiu para nós.. e que aceitamos.

Absurdamente alimentamos isso com pedaços de nada e sonhos. Para mim, meu povo, sonhos, são aqueles bolinhos fofos que compro na Belinha -  a pastelaria ali do bairro.

E não entendo o que as pessoas fazem com os sonhos -  eu, eu... costumo come-los. E não costuma restar nadinha. (Gulosa que sou).

O meu cão manda cumprimentos e concorda com tudo o que vos escrevi, não fosse ele dotado de uma inteligência tal - inexistente na maioria dos "ditos" humanos.

E para os mais serenos, que usam o seu pensamento: sim, provavelmente isto é um post, de uma pessoa frustrada, de quem ninguém gosta..

.....e nunca ninguém me amou.. oh tão infeliz e coitadinha que eu sou!

Comam muitos sonhos e amem o vosso cão.

Tudo além disso, é viver no país da Alice (aquele... o das maravilhas!).

 

Sejam felizes, na realidade, nua e crua.

 


sinto-me
música Vida de cão

publicado por No Name às 12:54 | link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Domingo, 20 de Março de 2011

Olá meus pequenos pompons,

estão bem, sim?

Venho aqui, perder uns minutos do meu precioso tempo, para vos alertar, a tempo de não se afundarem totalmente nas teias das mentiras.

Ora bem, quando sentirem um bichinho de desconfiança, sentem-se naquele puf mais fofinho da sala, parem tudo que estão a fazer, ponham as mãos na cabeça..e desconfiem mesmo!

As pessoas possuem artimanhas tais, que não lembram nem ao diabinho de corninhos vermelhos.

Coloquem a mão no fogo por alguém, e saem de lá bem queimadinhos!

Isto tudo, para dizer que, meus caros pompons que aldabram (em especial para esses), isso não é necessário.. vamos todos viver em paz e na verdade.

É bonito de se ver, e não magoa ninguém.

Não escondam coisinhas das (os) vossas (os) companheiras (os), porque isso, é o estalar do verniz.

Um dia destes divago mais sobre este assunto. Agora vou ali descobrir mais facas espetaditas no meu coração (às escondidas)...

Aproveitem o solzinho e esqueçam as pessoas manhosas! Não aprendemos nada com elas.

Até já.

 


sinto-me
música Deixei tudo por ela - zé Cabra

publicado por No Name às 15:02 | link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Good Morning pequenos amores,

 

Domingo de manhã e voces provavelmente estão na caminha, na paz dos anjos.. a ressonar quiça.

E esta pobre alma, está já acordada.

Mais uma sessão de música gratuita patrocinada pelos meus amados e estimados vizinhos.

Há dias, que não sei se ria se chore..

ou se simplesmente, pegue numas cervejas, bata à porta, proferindo simpaticamente este slogan: "Vizinho, querido vizinho, quando não podemos vence-los, juntamo-nos a eles!"

Vou ali só saber qual é o motivo desta festa e venho já.

Continuem a dormir, que isso, é só para quem pode!!!

Durmam.. que o santo do administrador do condomínio deve estar a fazer o mesmo, no seu casulo bem isoladinho aos efeitos nefastos desta poluição sonora!

Pasmem-se as almas mais crentes.. não há ninguem que defenda os meus ouvidos ( e não só...!)


sinto-me
música Uma qualquer - que o vizinho gosta

publicado por No Name às 07:40 | link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sábado, 19 de Março de 2011

Sejam bem recepcionados meus pequenos leitores,

Hoje,

fiz uma pausa na lide doméstica para vos escrever este primeiro post.. sabemos que a primeira vez dói sempre, mas estou bem (não se apoquentem),

 

eis-me aqui, a ouvir as meninas da Ribeira do Sado ( Tem carrapatos atrás das orelhas.. dias bem chalados.. em que o sol batia forte nas cabeças..), para deixar saliente quem são os culpados da criação deste mimoso blog (bah, mais um, em tantos desta vidinha cor-de-rosa da blogosfera),

bem, dizia eu, os culpados: os meus vizinhos!!! Que dão comigo em doida, mas doida a sério.. estão a ver? Aquele extremo em que puxamos cabelos e exercemos violência? Estão a imaginar?

Bem, voltarei, com peripécias, humor e sarcasmo q.b (tal e qual o sal que uso nas comidas).

Portem-se mal até ao meu regresso, mal.. mas com estilo!

Até já.

 

Note-se: Aproveitem-me, pois isto de criar um blog no sapo, não é aprumo para qualquer um. Na volta, ainda tenho de ir pedir auxílio ao vizinho!

Fiquem-se por aí, que eu vou ali aspirar mais uma carpete!

 

 


sinto-me
música Meninas da Ribeira do Sado

publicado por No Name às 16:43 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Desvarios recentes

A divertir-me... com... S...

2 é mau. 3 ou mais é muit...

Noite Santa

Hã? Dormir? Para quê? Gen...

Bilhetes surpresa

Cá estou eu!

Amo o meu cão

Desconfiem

Só mais um dia, como tant...

Os culpados

Estante

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

contador de acessos
blogs SAPO
subscrever feeds